Rádio Acer 98 FM

Notícias

Novo zagueiro do Galo deu pausa na carreira este ano para voltar 100% na temporada 2017

Publicado por elicast em 27/12/2016 às 12:04 pm - Nenhum comentário

A contratação de Felipe Santana pelo Atlético fez o torcedor alvinegro questionar: por que o zagueiro não atuou nos últimos seis meses? Falta de propostas, lesão ou uma opção do atleta? O Superesportes ouviu pessoas que conviveram com o jogador nesse período.

Foram oito temporadas na Europa até Felipe Santana tomar uma decisão no começo do segundo semestre deste ano: recusar propostas, dar uma pausa na carreira e se dedicar a sua recuperação física e mental, após o desgaste de anos no exigente futebol europeu, onde teve passagens pelo Borussia Dortmund (ALE), Schalke 04 (ALE), Olympiacos (GRE) e Kuban Krasnodar (RUS). “Muito obrigado aos ‘verdadeiros amigos’, que, mesmo descontentes com a minha decisão de parar e me dar um tempo, jamais deixaram de me apoiar”, escreveu Felipe no Instagram.

Aos 30 anos, o objetivo é retornar em alto nível em 2017. O local para cumprir essa nova caminhada já está definido: será o Galo.

Nos últimos seis meses, Felipe Santana viu em Florianópolis, onde surgiu para o futebol, no Figueirense, o local ideal para sua recuperação. Procurou profissionais de sua confiança e iniciou o tratamento.

A primeira parte desse processo foi acompanhada pelo fisiologista e fisioterapeuta Giuliano Mannrich, com quem o zagueiro já havia trabalhado na época de categoria de base no Figueira. “Ele precisava de um tempo, inclusive para a cabeça dele. Ele me disse que precisava de uns meses. Recebeu propostas, mas não aceitou, porque queria esse tempo para se tratar”, conta Mannrich.

Nenhuma lesão grave foi detectada em Felipe Santana. Porém, a sobrecarga de anos como profissional deixou algumas heranças: “Quando ele voltou da Europa, ele não tinha nenhuma lesão grave, de cruzado, menisco, ligamento, mas estava com bastante desequilíbrio muscular, tendinites, dores, bursites, lesões comuns de sobrecarga. Tinha também uma sobrecarga, anterior, no quadril, isso gerava uma dificuldade na corrida. Destreinamos ele, deixamos o Felipe três semanas fazendo tratamento só com gelo, ultrassom, laser. Depois começamos a parte de borracha, trabalhando a parte de reequilíbrio e, em seguida, a parte de estabilidade do joelho”, diz o fisiologista .

Share Button

Deixe um comentário

*

No Ar

Programa 24 horas

Top 5

Marília Mendonça

Eu sei de cor

Luan Santana

Dia, lugar e hora

Naiara Azevedo (part.Maiara e Maraisa)

50 reais

Simone & Simara

126 cabides

Bruno & Marrone, Chitãozinho & Xororó

Você me trocou

Enquete

Entre Folhas Vai Melhorar?

View Results

Carregando ... Carregando ...

Find us on Facebook

Parceiros